Como a pós-graduação Lato Sensu contribui para o seu crescimento profissional

5 min August 25, 2021
Educação Mercado

Se formar em uma graduação é o primeiro passo de uma trajetória profissional, mas está longe de ser o último. No mundo atual, fazer uma pós-graduação cada vez mais passa ser uma necessidade, em vez de um diferencial.

Prova disso é o aumento de 74% no número de alunos em especializações lato sensu nos últimos 4 anos, de acordo com pesquisa do Semesp, o que elevou o grau de concorrência e exigência dos processos seletivos das empresas.

Mas, calma, nem tudo são más notícias. Graças à ascensão de novas meios de especialização, como a pós-graduação 100% digital em uma plataforma virtual para estudos autoinstrucionais, encontros com especialistas, com mentores e outros alunos, hoje é muito mais fácil equilibrar os estudos acadêmicos de uma especialização com a vida de trabalho!

Quer saber de que maneiras a pós-graduação contribui para seu crescimento profissional? Elencamos 6 motivos aqui embaixo, dá uma olhada:

1 – Ingressar na profissão que você sempre sonhou

Ser graduado em uma área de conhecimento não significa que você tem todo conhecimento e habilidades necessárias para aquele ramo específico que sempre pensou em trabalhar – um bacharel em direito, por exemplo, não necessariamente terá todas as competências para atuar no direito digital, assim como um veterinário não está apto a realizar qualquer tipo de cirurgia ao terminar a graduação.

A pós-graduação, especialmente a lato sensu, voltada para o mercado de trabalho, pode ser a peça que falta para alcançar seu sonho profissional. Uma vez finalizada, você se torna um “especialista” em uma área específica de atuação – ou seja, te deixa pronto para atuar no ramo que sempre desejou.

2 – Concorrer a cargos mais elevados ou aquela promoção

Enquanto alguns veem uma pós-graduação como um caminho para ingressar em áreas específicas, para muitos outros pode funcionar para alavancar uma carreira já iniciada. É o caso daqueles que já estão inseridos em empresas no mercado, mas correm o risco de ficarem estagnados caso não ampliem suas habilidades – técnicas e também socioemocionais – para assumir funções de maior responsabilidade ou com demandas mais complexas.

A especialização, dessa maneira, funciona como um potencializador de carreiras, tornando os novos especialistas aptos a concorrerem a alguma promoção, pleitearem cargos mais elevados, ou até mesmo buscar colocações em outras empresas do mercado.

3 – Um atalho para mudanças de carreira

Já iniciei minha carreira, tenho um emprego fixo e com renda confortável, mas não estou contente com o que faço. Ou, a minha área inicial de estudos não deu certo, e hoje me encontro desempregado. Para esses dois casos – e muitos outros – a pós-graduação pode funcionar para mudar o rumo da sua carreira, um caminho muito mais curto do que uma nova graduação.

Isso porque diversas especializações funcionam bem para graduandos de outras áreas que tenham alguma compatibilidade, e ainda por cima oferecem programas de nivelamento para o profissional se adaptar à nova área. Alguém formado em jornalismo, por exemplo, pode fazer sem grandes problemas uma pós em marketing, enquanto um engenheiro tem total condições de se especializar em áreas administrativas ou financeiras.

*Importante notar que existem exceções em áreas onde é proibida a atuação sem um bacharelado garantindo seu conhecimento técnico sobre o assunto, como medicina, engenharia, direito, entre outros.

4 – Aumentar salário

Empresas veem com bons olhos profissionais inquietos, que desejam sempre desenvolver novos conhecimentos e aperfeiçoar suas habilidades. E fazer uma pós-graduação para assumir novas demandas e ganhar mais responsabilidades, por si só, é um baita passo para ser mais valorizado no trabalho – inclusive financeiramente.

Prova disso é a 54ª edição da Pesquisa Salarial, da Catho Educação, que apontou um aumento de mais de 50% do salário de profissionais de coordenação que realizaram uma pós-graduação Lato Sensu. Sentiu o cheiro da oportunidade?

5 – Fazer networking

Seu foco deve ser primeiro nos estudos, mas por que não aproveitar a experiência da pós-graduação para fazer aquele networking básico? É bem comum você encontrar profissionais em posições estratégicas do mercado fazendo especializações na sua turma, então além de se destacar nas notas e aprendizados, é hora também de fazer contatos e mostrar todo seu potencial nos debates e interações.

6 – Adquirir conhecimentos

Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros. A frase é de Benjamin Franklin e, embora possa ter várias interpretações, tem em sua essência um fato inquestionável: qualquer forma de conhecimento rende bons frutos para a vida, mesmo que não aplicáveis imediatamente após adquiri-los.

Posto isso, fica claro que uma especialização lato sensu não é válida unicamente para um objetivo profissional a curto prazo: ela pode ser feita seja feita como um extra a sua carreira, ou mesmo como um hobbie – por que não? Afinal, nunca se sabe quando os novos aprendizados serão úteis para sua profissão, e com a devida adaptação, podem até mesmo se tornar aquele diferencial que faltava para o seu sucesso no trabalho!

Blog da Pós-Graduação