Lifelong learning: como novos modelos de especialização dão suporte para a carreira profissional inteira

4 min June 22, 2021
Educação

Termo inglês para Educação Continuada, lifelong learning entende a educação como um processo contínuo para crescimento profissional

 

Quem iniciou a graduação há pelo menos uma década tinha uma boa ideia dos caminhos possíveis ao finalizar o curso superior. Formado, poderia optar por basicamente dois modelos tradicionais de pós-graduação: lato sensu e strictu sensu – especialização e mestrados ou doutorados, respectivamente. A ascensão da educação digital, aliada à necessidade cada vez maior de se atualizar com as novas tecnologias e ferramentas essenciais em diversas áreas de trabalho, fizeram crescer um novo caminho, este mais permanente, completo e, por que não, complexo: o Lifelong Learning.

O conceito em inglês, traduzido no Brasil para Educação Continuada, se baseia em entender a educação como um processo contínuo, que acompanha toda a carreira do profissional. É uma filosofia de estudo vista como cada vez mais necessária em um universo de evolução rápida e de constante modernização das profissões, que adotam novas tecnologias e ferramentas digitais ano após ano.

“Ao adotar uma lógica de aprendizagem continuada, você potencializa as ofertas ao longo de toda a vida adulta, por meio de atualizações para novos modelos de negócio, conteúdos com maior grau de relevância, e conexão com as mais recentes necessidades do mercado”, resume o VP de Educação Continuada da Ânima Educação, Guilherme Soarez.

 

Aplicação do Lifelong learning na prática

 

Inserir a lógica da Educação Continuada no cotidiano de estudantes e profissionais é um desafio para as instituições de ensino. Mas, aqui, nós desenhamos um formato específico para atender a essa nova realidade: a pós-graduação 100% digital baseada em nanodegrees.

Os nanodegrees são cursos com duração de 30 horas que oferecem capacitação em habilidades e conhecimentos específicos, sempre de acordo com as necessidades do mercado de trabalho. E embora eles componham uma especialização Lato sensu completa, também funcionam como cursos independentes. Inclusive com certificação ao fim de cada um deles.

Outra boa notícia é que o cardápio de nanodegrees é amplo: cada estudante pode compor uma parte de seu curso de pós-graduação com os conteúdos que fazem sentido para a evolução de sua carreira.

Esses nanodegrees ficam disponíveis para os alunos no site de cada uma das instituições de ensino, explica Larissa Serrano, coordenadora da nova Pós-Graduação 100% Digital da Ânima Educação. “A ideia é mesmo que o estudante possa selecionar o curso de acordo com necessidade profissional ou interesse pessoal.”

 

Lifelong Learning integra Graduação, Pós-Graduação e especializações em uma trilha de aprendizagem

 

Educação Continuada não é só um princípio da pós-graduação. Todas as instituições que compõem a Ânima Educação trabalham com um ecossistema de aprendizagem que considera a importância de garantir que desde a graduação o estudante possa escolher um caminho a trilhar.

“Um dos passos do nosso ecossistema de aprendizagem é garantir que todas as áreas de conhecimento da graduação tenham cursos correlacionados na área de pós e nanodegrees”, diz Larissa Serrano.

Por isso, as instituições de Ensino do Ecossistema Ânima não só disponibilizam os cursos, como fazem sugestões de caminhos de estudo para serem seguidos, de acordo com o aprendizado anterior do aluno e onde existe maior potencial de crescimento profissional – ou seja, adota o chamado adaptive learning, ou aprendizagem adaptativa.

“Essa é a perspectiva do nosso projeto”, explica Denise Campos, vice-presidente Acadêmica da Ânima Educação. “Pensamos nele em termos de continuidade, de conexão. Olhamos para a pós-graduação e o que está acontecendo no Brasil e no mundo, e idealizamos um projeto que tenha essa visão de ecossistema, que mantenha as integrações entre áreas e tenha a questão da vida e carreira presente o tempo inteiro.”

Blog da Pós-Graduação