O “novo normal” pós-pandemia

8 min March 29, 2022
Educação

Ao analisarmos como foi o nosso ano de 2020, podemos considerá-lo como um ano muito atípico, por causa da disseminação de um vírus muito infeccioso: o Sars-CoV-2, causador da Covid-19. (Paiva, 2020).

O Sars-CoV-2 é composto por sete coronavírus (sendo que alguns deles já são conhecidos por cientistas, pois já causaram doenças anteriores). A pessoa infectada desenvolve uma síndrome respiratória (Opas Brasil, 2020) e, ao longo dos meses, a doença foi se espalhando no mundo inteiro e em março/2020 foi decretada como pandemia. (Paiva, 2020).

Como forma prevenção, foi imposto isolamento social das pessoas infectadas, quarentena, fechamento de comércios e apenas estava funcionando os serviços essenciais. Diante dessa situação, o mundo inteiro sofreu mudanças drásticas em todos os setores e, consequentemente, aumentou no número de desempregados no Brasil. Segundo o IBGE, a taxa de desocupação no trimestre de Outubro, Novembro e Dezembro de 2019 era de 11,1%. No mesmo trimestre referente a 2020, o percentual subiu para 14,2%. (IBGE, 2020).

Para mitigar os impactos da pandemia, foi criado o conceito “novo normal”, significando uma nova busca por todos nós pela normalidade e como encarar o novo cenário da melhor maneira possível. Com isso, ocorreu uma grande aceleração digital. Segundo o artigo “O novo normal chegou: tendências que definirão 2021 – e o futuro” (2021) da McKinsey & Company, não há mais como voltar atrás, pois, muitos executivos dizem que o uso de tecnologias, digitalização e novas formas de trabalhar será sustentada.

Podemos perceber que o “novo normal” está cada vez mais normal, pois com o distanciamento social assistimos bem de perto à ascensão do home office, das compras delivery, consultas médicas por vídeo conferência e encontros virtuais. E há quem prefira manter essa vida mais “on-line”, já que percebemos que 100% de presencialidade não é mais essencial, além de ter mais qualidade de vida e tempo para seus amigos e familiares, ao invés de perder tempo no trânsito, por exemplo. (Lancha, 2020).

 

O “novo normal” na educação

 

No ramo educacional de ensino superior, por exemplo, por causa da não continuidade das atividades presenciais, “exigiu do corpo docente e dos gestores educacionais uma rápida tomada de decisão para continuar a efetivar o processo de ensino-aprendizagem dos estudantes, bem como adaptar-se à utilização das tecnologias digitais para um viés didático-pedagógico.” (Boletim de Conjuntura – BOCA, 2020). Além disso, por causa do aumento do desemprego e segundo a Revista Ensino Superior (2021), o número de matriculados em cursos pós-graduação EAD cresceram 288% durante a pandemia.

Segundo a pesquisa aplicada pela revista (2021), esse crescimento tão rápido para essa modalidade de ensino, ocorreu por causa das incertezas econômicas, significando um fator decisivo para o crescimento profissional através dos cursos de especialização.

Com o decorrer do tempo, o avanço da vacinação contra o Covid-19 e a queda no número de pessoas infectadas, a economia está sendo retomada. No início de 2022, as aulas presenciais voltaram de modo híbrido (parte presencial e parte on-line) e depois de forma totalmente presencial, tomando os cuidados sanitários: uso de máscara e álcool em gel.

Em março/2022, na maioria dos estados brasileiros, houve a flexibilização de uso de máscaras em ambientes abertos e fechados. (Portal G1, 2022). Diante dessa nova norma, existe um período de adaptação. Há pessoas que ainda se sentem inseguras e preferem continuar com os cuidados sanitários em todos os lugares. E, com olhar otimista, podemos perceber que estamos vencendo e esperamos que a pandemia do Covid-19 não se prolongue por mais tempo.

À frente dessas rápidas mudanças, principalmente no setor educacional, há quem prefira ou tenha necessidades de estudar de forma on-line. Isso pode acontecer tanto pela insegurança da infecção causada pelo vírus, quanto pela flexibilidade de estudar em qualquer lugar que estiver bastando ter conexão de internet.

De acordo um artigo também publicado aqui no Blog da Pós-graduação, Denise Campos (vice-presidente acadêmica da Ânima Educação) diz: “uma vez que se trata de alunos de pós-graduação, é necessário a flexibilidade de tempo e espaço que o digital oferece, ao mesmo tempo que é essencial a participação com experiências síncronas, ao vivo, que farão toda a diferença na experiência dele nessa fase da carreira e da vida”.

 

Lifelong Learning pós-pandemia

 

Atualmente deve-se levar em consideração o conceito de Lifelong Learning. Para quem ainda não sabe o que significa, com certeza deve-se praticar: aprendizado constante, ou ao longo da vida, aumentando seus conhecimentos aplicando-se à sua rotina, independentemente da idade ou da forma como a metodologia é passada. Ou seja, dentro deste conceito existe a educação formal que são cursos de:

  • Pós-graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado);
  • Pós-graduação lato sensu (especialização ou MBA´s);
  • Segunda graduação;
  • Cursos livres;
  • Cursos profissionalizantes.

E a educação informal que pode acontecer por meio de:

  • Livros, filmes, séries ou Ted Talks;
  • Hobbies;
  • Bootcamps;
  • Participação em Webinars, palestras e eventos;
  • Intercâmbios.

Frente ao cenário de incertezas que estamos vivendo, existe a enorme necessidade da continuação dos estudos. Independente do método que você deseja estudar hoje em dia: presencial, híbrido ou EAD, atualize-se e busque novos conhecimentos sempre.

 


Por: Isabela Ferreira Franco

Especialista em Marketing e Bacharela em Publicidade e Propaganda. Em 2021, participou do XIII Congresso de Administração, Sociedade e Inovação com o artigo: Mudanças no comportamento do consumidor, geradas pela Economia Colaborativa, no mercado de streamings, perante a pandemia do COVID-19.


Referencias:

 

Blog da Pós-graduação – Anima Educação. 2021. Pós-graduação 100% Digital: a importância do encontro síncrono em uma especialização lato sensu. Disponível em: https://blogdaposgraduacao.com.br/pos-graduacao-100-digital-a-importancia-do-encontro-sincrono-em-uma-especializacao-lato-sensu/

 

Instituto Brasileiro De Geografia e Estatística. [IBGE]. 2020. Taxa de desocupação, jan-fev-mar 2012 – nov-dez-jan 2020. Disponível em:https://bityli.com/xoSKE

 

Lancha, L. Junior, A.  2020. Como você vai se cuidar no novo normal?.Disponível em: https://bityli.com/XTvbl

 

Novo. B.2021. O mundo pós-pandemia. Disponível em: https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/educacao/o-mundo-pos-pandemia.htm

 

Organização Pan-Americana De Saúde [OPAS Brasil]. 2020. Folha informativa – COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus). Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875

 

Paiva, D. 2020. Da descoberta de uma nova doença até a pandemia: a evolução da Covid-19 registrada nos tuítes da OMS. Portal G1. Disponível em: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/04/03/da-descoberta-de-uma-nova-doenca-ate-a-pandemia-a-evolucao-da-covid-19-registrada-nos-tuites-da-oms.ghtml.

 

Portal G1. 2022. Fim da obrigatoriedade das máscaras: veja qual a regra nas capitais sobre o uso em locais abertos e fechados. Disponível em: https://g1.globo.com/saude/coronavirus/noticia/2022/03/08/mascaras-contra-covid-veja-qual-a-regra-nas-capitais-sobre-o-uso-em-locais-abertos-e-fechados.ghtml

 

Revista Ensino Superior. 2021. Pós-graduação EAD cresceu 288% durante a pandemia, revela pesquisa. Disponível em: https://revistaensinosuperior.com.br/pos-graduacao-ead-aumenta-288-em-pandemia/

 

Santos, G. Reis, J. Mérida, E. Rangel, E. Frich, A. 2020. Educação Superior: Reflexões a partir do advento da pandemia da Covid-19. BOCA: Boletim de Conjuntura.

 

Santos. M. 2021. As diferenças e semelhanças entre outros coronavírus e o Sars-CoV-2. Disponível em: https://saude.abril.com.br/medicina/as-diferencas-e-semelhancas-entre-o-sars-cov-2-e-outros-coronavirus/

 

Sneader, K.  Singhal, S.2021. O novo normal chegou: tendências que definirão 2021 – e o futuro. McKinsey e Company. Disponível em: https://www.mckinsey.com/featured-insights/leadership/the-next-normal-arrives-trends-that-will-define-2021-and-beyond/pt-br

 

Workalove e Blog da Pós-graduação – Anima Educação. 2021. Qual a importância da Trabalhabilidade e do Lifelong Learning para sua carreira? Disponível em: https://blogdaposgraduacao.com.br/qual-a-importancia-da-trabalhabilidade-e-do-lifelong-learning-para-sua-carreira/

Isabela Franco